Página incial Libertadores Boa logística e chave “menos salgada”: dirigentes do Flamengo e comentaristas projetam...

Boa logística e chave “menos salgada”: dirigentes do Flamengo e comentaristas projetam duelo

5
0

O sorteio da Libertadores colocou o Defensa y Justicia no caminho do Flamengo pelas oitavas de final da Libertadores. Será um confronto inédito, tratado com muito respeito. Apesar de ser contra um time de menor expressão, ninguém espera facilidade contra equipes argentinas.

Gabigol e Diego Alves - Flamengo x Vélez Sarsfield - Libertadores 2021 — Foto: Staff Images/Conmebol

Gabigol e Diego Alves – Flamengo x Vélez Sarsfield – Libertadores 2021 — Foto: Staff Images/Conmebol

Um dos fatores considerados positivos pelo Flamengo foi que, além de não ter encontrado rivais mais tradicionais já nas oitavas, a logística é favorável para atuar no estádio Norberto “Tito” Tomaghello, em Florencio Varela, que fica na região metropolitana de Buenos Aires.

– Eu não mudo minha narrativa. Eu sempre torço para não pegar time da Argentina. Já que caiu, vamos jogar. Com tranquilidade. A logística pelo menos é mais tranquila, o que é algo que sempre nos preocupamos. É pedreira enfrentar qualquer time que está na Libertadores. Agora é o Flamengo fazer seu dever – disse o vice de futebol Marcos Braz à FlaTV.

Cacau Cotta, diretor de Relações Externas do clube, ficou satisfeito de não enfrentar um time brasileiro nas oitavas, mas crê que o Defensa vai “jogar a vida” contra o Flamengo.

– Prefiro sempre sair da altitude e de time brasileiro nessa fase. Mas acho que cada jogo é um jogo. Jogar na Argentina ajuda na logística, no planejamento, no descanso e na recuperação dos jogadores. O Defensa está em 11º no campeonato, mas time argentino é sempre duro. É a mesma coisa que enfrentar um time 11º colocado no Campeonato Brasileiro. Vai jogar a vida contra o Flamengo – disse o

Chaves Libertadores — Foto: Reprodução

Chaves Libertadores — Foto: Reprodução

.

Chave menos “salgada”

A avaliação interna é de que a chave em que o Flamengo caiu ficou com adversários menos poderosos do que a outra. Se passar do Defensa y Justicia, encara o vencedor do confronto entre Olimpia e Internacional (confira a as chaves).

– Na nossa chave temos o Inter, que tem tradição, o Vélez… não dá para achar que seja fraca, mas o outro lado está mais “salgado” – disse Braz.

Comentaristas dizem que o Flamengo tem que ficar alerta

Júnior, recordista de jogos pelo Flamengo na Libertadores (48), vê o time de Rogério Ceni com mais recursos para sair vencedor do duelo, mas crê que não será com facilidade. Ele vê o time argentino com uma boa intensidade e capacidade para surpreender. O Maestro também não vê a chave rubro-negra mais simples.

– Logicamente que o Flamengo é favorito, mas não pode pensar que isso já lhe garante a passagem para próxima fase. O Defensa fez bons jogos contra o Palmeiras, mostrou que é um time moderno, com intensidade. O Braian Romero é um bom jogador. Os argentinos depois da fase de grupos parece que mudam de chave no mata-mata. Então, o Flamengo precisa ter uma atenção grande. Jogando o que sabe, naturalmente vai passar. E não existe chave fácil. Inter e Olimpia já foram campeões e os jogos serão só um julho – disse o comentarista Júnior.

Rogério Ceni, Flamengo x Palmeiras — Foto: André Durão / ge

Rogério Ceni, Flamengo x Palmeiras — Foto: André Durão / ge

Carlos Eduardo Mansur comentou sobre o aspecto tático do confronto. Para ele, o estilo do Defensa pode não ser o mais interessante para o Flamengo. O comentarista acredita que os argentinos vão tentar explorar as deficiências de recomposição do time de Ceni.

– Não foi um sorteio ruim, mas não acho que o Defensa tenha um estilo que encaixe com conforto para o Flamengo. É um time atrevido, que gosta de dividir o protagonismo e agredir. O Flamengo gosta de ter o jogo sob as sua rédeas, fazendo pressão. O Defensa, apesar de gostar de construir, sempre que possível acelera o jogo. Deve usar isso contra o Flamengo para tentar se aproveitar dos problemas de recomposição que o time ainda tem. O Flamengo deve ficar atento a isso – analisou.

Os duelos entre Flamengo e Defensa y Justicia pelas oitavas de final da Libertadores acontecerão em julho. O jogo de ida ocorre na semana do dia 14, na Argentina; a partida de volta está marcada para a semana do dia 21, no Maracanã.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome