Página incial Futebol Flamengo descarta ceder à pressão do empresário de Arrascaeta

Flamengo descarta ceder à pressão do empresário de Arrascaeta

4
0

O Flamengo não pretende ceder na queda de braço com Arrascaeta e seu empresário, Daniel Fonseca. Como informou o GE.com, os uruguaios querem que o clube carioca adquira mais 12,5% de seus direitos econômicos, que ainda são do Defensor Sporting, ex-clube do meia. De fato, um acordo previa tal aquisição caso o atleta atingisse determinado tempo em campo (4 mil minutos). Como isso não ocorreu, os rubro-negros não se veem obrigados ampliar a participação sobre o jogador.

O empresário estaria alegando que o diretor Bruno Spindel teria se comprometido a comprar esses 25%. O dirigente nega. O objetivo seria fazer essa negociação e, consequentemente, firmar um novo contrato, com remuneração mais alta para o jogador, que ainda tem dois anos e oito meses de compromisso com o clube (até dezembro de 2023).

Na época da contratação, Bruno Spindel foi ao Uruguai negociar com o Defensor e os representantes do camisa 14, enquanto Marcos Braz, o vice de futebol, acertava com o Cruzeiro a forma de pagamento. Essa situação se arrasta há algum tempo e voltou à pauta no dia do jogo contra o grande rival, Vasco, pelo campeonato carioca.

Mas antes da partida diante dos vascaínos, o atleta alegou sentir dores. O departamento médico mandou fazer exame de imagem e constataram algo na região dolorida. Assim, decidiram retirar Arrascaeta do clássico, preocupados em contar com ele na terça-feira, diante do Vélez Sarsfield, na Argentina, estreia das equipes na Libertadores.

O departamento de futebol entendeu que se ele jogasse contra Vasco, quinta-feira, ou Portuguesa, sábado, poderia alegar que forçaram a barra e a lesão poderia piorar, já que avisou sobre as dores que estaria sentindo. O blog ouviu integrantes de diferentes alas da diretoria e constatou que, apesar de suas conhecidas desavenças, desta vez estão com a mesma postura: não ceder nessa queda de braço. O presidente Rodolfo Landim não deverá participar de conversas sobre o tema.

O Flamengo não pensa em vender o jogador que ainda tem muito tempo de contrato, entende que se eventualmente Arrascaeta quiser ir embora, basta que alguém pague os 60 milhões de euros da multa rescisória, ou faça uma proposta elevada. O atleta teve problemas no Cruzeiro quando não apareceu para treinar e queria se transferir. A diferença é que, desta vez, o clube com o qual tem contrato não deve a ele e seus representantes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome