Página incial Estatísticas Flamengo tem a pior eficiência ofensiva no Campeonato Brasileiro

Flamengo tem a pior eficiência ofensiva no Campeonato Brasileiro

6
0

Levantamento feito pelo jornalista Matheus Leal indica que o Flamengo tem a pior eficiência ofensiva do Brasileirão. Dessa forma, o ataque do Flamengo tem performance pior do que o Grêmio, lanterna do campeonato.

Uma estatística que ganha popularidade no Brasil é a de gols esperados, tradução livre para “expected goals” ou simplesmente “xG”. Esses dados medem o número de gols esperados de um time em determinada partida ou competição.

Segundo os dados do site InfoGol, a medida pontua entre 0,01 e 0,99 para cada finalização, sendo a pontuação mais baixa uma chance difícil e a mais alta uma oportunidade clara de gol. Exemplo disso, são os pênaltis que possuem pontuação de 0,78. Isso acontece após estudos que indicam 78% de chances de uma cobrança de penalidade ser bem sucedida. Alguns quesitos também são analisados como o passe anterior ao chute, a velocidade da jogada, a distância da finalização e a parte do corpo.

Nesse sentido, o técnico Rogério Ceni é bastante questionado por causa da falta de precisão do seu ataque e o xG do Flamengo evidenciam isso. Atualmente, no Brasileirão 2021, o Fla marcou 55,5% menos gols do que o esperado até o momento. Os números do Fla-Flu do último domingo (04), mostram que o rubro-negro teve 1,36 de gols esperados, o que evitaria a derrota no clássico.

Flamengo tem a pior eficiência ofensiva no Brasileirão

Com duas partidas a menos, o Mais Querido marcou 9 vezes em 7 jogos. No entanto, a estatística revela que Flamengo deveria ter marcado 14,26 gols. Cinco tentos a menos do que o esperado. Anteriormente, contra o Juventude que teve 0,30 xG, o Fla teve 1,01. E na derrota de virada para o atual líder por 3 a 2, o placar de xG foi 2,76 para o Mengo contra 1,03 para o Bragantino.

Em relação aos atacantes do Flamengo apenas Rodrigo Muniz corresponde a expectativa de gols. Com 3 gols no Campeonato Brasileiro, o xG do jovem atacante é de 2,41. Ao contrário dele, Bruno Henrique mostra menos eficiência: também com 3 gols, BH tem um xG de 3,7. Enquanto isso, Pedro que passou duas vezes em branco, tem 2,17 de gols esperados, o que corresponde com o seu número de tentos marcados.

Em comparação com o Red Bull Bragantino, a estatística explica a liderança do Massa Bruta, assim como a lanterna do Grêmio. Apesar de ter marcado 19 vezes e ser o melhor ataque no Brasileirão 2021, o time de Barbieri possui um xG de 15,6. Enquanto isso, o Grêmio agora sem técnico, tem um xG de 9,4 mas marcou apenas quatro gols. Contudo, apresenta uma eficiência maior em porcentagem do que o Mais Querido.

Por fim, com o retorno de Arrascaeta a expectativa para o jogo contra o Atlético-MG nesta quarta (07), às 19 horas, no Mineirão pode ser diferente. Com o uruguaio em campo, o Fla ainda não perdeu na temporada atual, além de Arrasca ser o artilheiro no novo Mineirão.

Fonte: Urubu Interativo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome