Página incial Libertadores No mata-mata da Libertadores, apenas um em cada 10 times que perderam...

No mata-mata da Libertadores, apenas um em cada 10 times que perderam primeiro confronto em casa avançaram de fase

3
0

O mata-mata é um modelo de eliminação bastante popular na maioria dos esportes. Na Libertadores da América, houve diversas fórmulas de disputa em 60 anos de competição. Mas desde 1989 a Conmebol adotou o sistema de confrontos eliminatórios após as fases de grupos, com 16 times a partir das oitavas de final e assim até a grande decisão, que a partir de 2019 passou a contar com jogo único em um sede definida, nos moldes do que a Uefa realiza na Champions League.

Neste sistema de disputa, onde se joga uma partida fora de casa e outra como mandante, decidir sob seus domínios costuma ser vantajoso. Vencer a primeira fora de casa então, é quase garantia de avançar de fase. Pelo menos é o que indicam os históricos de confrontos com esta premissa. Equipes que derrotaram seus oponentes no jogo de ida do mata-mata na Libertadores fora de casa só não confirmaram a vaga sob seus domínios em dez oportunidades. Foram 94 vezes que o visitante derrotou o mandante na partida de ida. 84 dessas equipes avançaram no mata-mata, 89,36% de aproveitamento.

O Flamengo venceu a partida de ida contra o Defensa y Justicia por 1 a 0. Esta é a terceira vez que o rubro-negro consegue este feito em um mata-mata na Libertadores. Na primeira, contra o Deportivo Táchira (VEN), o Fla fez 3 a 2 fora de casa e goleou por 5 a 0 no Rio, em confronto válido pelas oitavas da edição de 1991. Em 2008 o clássico confronto contra o América (MEX). Após um surpreendente 4 a 2 na América Central, o Fla foi surpreendido em casa por 3 a 0 e caiu de maneira vexatória. O rubro-negro também viveu o outro lado da moeda. Atuando em casa na ida foi derrotado pela Universidad de Chile (CHI) em 2010 e pelo Cruzeiro em 2018. Em ambas oportunidades acabou eliminado no jogo de volta.

Esse tipo de situação é mais comum nas partidas de oitavas e quartas de final, uma vez que essas fases ainda podem contar com eventuais equipes de menor força em virtude dos cruzamentos. Mas não são raras as oportunidades em que mandantes são surpreendidos em casa em semis e finais de Libertadores. Em sete semifinais de Libertadores uma equipe venceu a partida de ida fora de casa. Seis vezes quem conseguiu o triunfo passou de fase. Apenas o River Plate, em 2018 contra o Grêmio, conseguiu a remontada: derrota por 1 a 0 na Argentina e triunfo por 2 a 1 no Brasil, garantindo vaga na decisão.

Cinco finais de Libertadores tiveram vitórias de visitantes na partida de ida. Apenas o Olimpia (PAR) conseguiu superar uma derrota em casa no jogo de abertura da decisão. Em 2002, contra o brasileiro São Caetano, foi superado por 1 a 0 em casa, fez 2 a 1 fora e levou a taça nos pênaltis. O próprio Olímpia em 1990 arrancou para o título vencendo o Barcelona (EQU) na primeira decisão fora. O Boca Juniors (ARG) repetiu o feito em 2001 contra o Cruz Azul (MEX) e o Internacional conseguiu a façanha em suas duas conquistas de Libertadores. Vitórias fora de casa no jogo de ida contra o São Paulo em 2006 e o Chivas Guadalajara (MEX) em 2010.

Confira as remontadas após derrota no jogo de ida em casa:

1990 – Oitavas de Final:

Emelec (EQU) 0x1 Union Huaral (PER)
Unión Huaral (PER) 0x2 Emelec (EQU)

1994 – Oitavas de Final:

Independiente Medellin (COL) 1×2 Universitario (PER)
Universitario (PER) 0x2 Independiente Medellin (COL)

2002 – Final:

Olímpia (PAR) 0x1 São Caetano (BRA)
São Caetano (BRA) 1×2 Olímpia (PAR) – (2×4 nos pênaltis)

2003 – Oitavas de Final:

Boca Juniors (ARG) 0x1 Paysandu (BRA)
Paysandu (BRA) 2×4 Boca Juniors (ARG)

2008 – Oitavas de Final:

América (MEX) 2×4 Flamengo (BRA)
Flamengo (BRA) 0x3 América (MEX)

2011 – Oitavas de Final:

Once Caldas (COL) 1×2 Cruzeiro (BRA)
Cruzeiro (BRA) 0x2 Once Caldas (COL)

2013 – Oitavas de Final:

Newell’s Old Boys (ARG) 0x1 Vélez Sarsfield (ARG)
Velez Sarsfield (ARG) 1×2 Newell’s Old Boys (ARG)

2015 – Quartas de Final:

River Plate (ARG) 0x1 Cruzeiro (BRA)
Cruzeiro (BRA) 0x2 River Plate (ARG)

2018 – Semifinal:

River Plate (ARG) 0x1 Grêmio (BRA)
Grêmio (BRA) 1×2 River Plate (ARG)

2019 – Quartas de Final:

Grêmio (BRA) 0x1 Palmeiras (BRA)
Palmeiras (BRA) 1×2 Grêmio (BRA)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome