Página incial Do Lado de Fora do Campo Reunião entre dirigentes ‘atrasa’ e sacramenta demissão de Rogério Ceni do Flamengo

Reunião entre dirigentes ‘atrasa’ e sacramenta demissão de Rogério Ceni do Flamengo

8
0

Flamengo oficializou a demissão de Rogério Ceni na madrugada deste sábado (10), às vésperas do jogo contra a Chapecoense, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O horário, próximo das 03h da manhã, gerou estranhamento – pela atipicidade. Contudo, a demora se deu pelo ‘planejamento’ entre Rodolfo Landim, Marcos Braz e Bruno Spindel.

Na noite da última sexta-feira (09), os três dirigentes se reuniram no Ninho do Urubu para debater sobre a situação – já insustentável – de Rogério Ceni. De lá, foram encontrar o ex-treinador rubro-negro e, mesmo tarde, o jantar e a conversa entre as partes demorou um tempo considerável. A demissão só foi sacramentada logo após o compromisso com o ex-goleiro. A informação foi divulgada inicialmente pelos canais ESPN.

A situação de Rogério Ceni se assemelha a de Domènec Torrent, seu antecessor no cargo. Ambos deixam o comando do Flamengo às vésperas da equipe estrear nas oitavas de final da Libertadores da América e em mata-mata da Copa do Brasil. O agora ex-técnico rubro-negro, chegou à Gávea, com menos de 48h para estrear no torneio nacional, em novembro de 2020.

Rogério Ceni deixa o cargo após 45 jogos à frente do Mais Querido. Foram 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas – além de 86 gols pró e 55 contra. Nesses meses, o treinador conquistou o oitavo Campeonato Brasileiro da história do clube, a Supercopa do Brasil, a Taça Guanabara e o Carioca.

Fonte: Coluna Do Fla

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome