Página incial Destaque ‘Sem a pandemia poderíamos ter contratado mais um ou dois Pedros’, afirma...

‘Sem a pandemia poderíamos ter contratado mais um ou dois Pedros’, afirma dirigente do Flamengo

3
0

Rio – A pandemia da Covid-19 de fato atrapalhou as finanças do Flamengo, que após dois anos investindo firme no mercado de contratações, começou 2021 de forma mais tímida. Em entrevista, Luiz Eduardo Baptista, vice-presidente de Relações Externas do clube, afirmou que se a pandemia não tivesse acontecido, o Rubro-Negro poderia fazer grandes investimentos em contratações par a atual temporada.

“Quando eu vejo a gente perder R$ 150 milhões de receita no ano passado, a gente poderia ter contratado mais um ou dois Pedros (jogadores do nível do centroavante rubro-negro que chegou ao clube em 2020). É uma decepção que eu tenho, porque a gente gostaria de seguir nesse ritmo e infelizmente a pandemia pegou todos de surpresa”, afirmou.

Com a pandemia vivendo o seu auge no país, o retorno do público aos estádios é praticamente descartado em 2021. Na opinião do dirigente, o impacto para os clubes do Brasil será ainda maior na atual temporada.

“Mais um ano sem público no Brasil vai quebrar 15, 16 clubes da Série A. Acho que o Flamengo vai sofrer, mas os outros vão quebrar. Porque temos ao menos 30 fontes alternativas de receitas. De certa forma, a gente minimiza a necessidade de vender atletas de grande nível”, disse.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome