Página incial Destaque Mauro diz que Bruno Henrique estava ‘encapetado’ contra o São Paulo

Mauro diz que Bruno Henrique estava ‘encapetado’ contra o São Paulo

7
0

O Flamengo aplicou a terceira goleada consecutiva sob o comando de Renato Gaúcho, agora por 5 a 1 diante do São Paulo, e o destaque foi o atacante Bruno Henrique, que marcou três gols em menos de 10 minutos, sendo que no primeiro o Rubro-negro estava atrás no placar.

No podcast Posse de Bola #146, Mauro Cezar Pereira destaca a atuação que teve Bruno Henrique, considera que foi algo para ficar marcado pelo torcedor, além de ressaltar que o atacante quando está em um bom dia sobe muito o nível de jogo do time.

“Estava absolutamente encapetado, um negócio de maluco, o cara fazia gol de tudo quanto era jeito, o Bruno Henrique. Fez o primeiro gol ajeitando realmente no braço, foi bem anulado, e depois ele faz gol de tudo quanto é jeito, de fora da área, gol de centroavante, gol de cabeça, de todas as maneiras o Bruno Henrique mudou o jogo, ele muda o jogo, e aí o São Paulo também muito fragilizado naquele momento foi uma presa bem fácil, e o time continuou produzindo, continua marcando os gols e chegou a essa goleada”, diz Mauro Cezar.

“Eu achei que o placar foi elástico demais porque ele se desenvolve em um pedaço do jogo em que tudo muda, os gols do Bruno Henrique tiveram um intervalo, os três, de oito minutos entre o primeiro e o terceiro, em oito minutos ele fez três gols, em pouco mais do que isso ele fez quatro, porque um não valeu e foi bem anulado. Na sequência o São Paulo estava completamente entregue e o Flamengo fez aquilo que deve, que é continuar buscando o gol”, completa.

O jornalista destacou a forma como Bruno Henrique geralmente se sai bem em jogos grandes, como nos clássicos cariocas e mesmo diante de adversários como Corinthians e São Paulo, dizendo que o seu nível é muito acima da média.

“Os méritos e o cara que tem que ser destacado é o Bruno Henrique, o que ele fez foi uma atuação absurda, comparável àquela com o Corinthians no Maracanã, no 4 a 1 em 2019, quando ele também fez três gols. Ali o Gabigol não estava em campo, estava suspenso, e ele resolveu. E em vários outros jogos ele resolveu ao longo do tempo aí, contra o Inter na Libertadores no Maracanã ele fez dois gols, ele gosta de jogos grandes”, diz Mauro.

“O Bruno Henrique ontem foi o cara que fez realmente a diferença, eu acho que aí é a questão de nível técnico mesmo, um jogador muito acima da média, que tem tido partidas ruins, outras boas, mas ontem foi um negócio absurdo, para ficar na história. O que esse cara fez em poucos minutos é raríssimo, três gols em oito minutos. Um de fora da área espetacular, um de cabeça e o outro aparecendo como centroavante. É um jogador absurdo quando está em um dia inspirado”, conclui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome