Página incial Do Lado de Fora do Campo ‘Se é o mesmo protocolo da Copa América, não faz sentido não...

‘Se é o mesmo protocolo da Copa América, não faz sentido não liberar público’, diz apresentador

4
0

O início desta tarde ficou marcado nas redes sociais por uma troca de mensagens pública entre o vice-presidente do Flamengo, Marcos Braz, e o prefeito do Rio Eduardo Paes. O assunto: liberação de públicos nos estádios. O Rubro-Negro quer o retorno do público ao Maracanã, enquanto a Prefeitura mantém a restrição. O assunto foi debate do ‘SBT Esporte Rio’.

No início da manhã, Eduardo Paes anunciou a chegada de novas vacinas ao Rio e a retomada da 1ª dose na cidade. Horas depois, Marcos Braz respondeu: “Que legal! Agora podemos ter jogos com público no Maracanã?”. Paes replicou, dizendo que as autoridades sanitárias que comandam o assunto. Na tréplica, Braz ironizou: “Tomara que seja o mesmo profissional de saúde que liberou para Copa América e final da libertadores. Estou na torcida”.

“Seguindo o princípio da coerência, se o Flamengo apresentar para a Secretaria de Saúde o mesmo protocolo, ou parecido, com o da Copa América, não tem como não liberar. Foi aceito na final da Copa América, porque não seria aceito agora. Aí não é mais questão de saúde, e sim de coerência”, disse Daniel Penna Firme, que foi complementado por Casimiro Miguel.

“Se o Flamengo apresentou o mesmo protocolo, aí não faz sentido não liberar. Se foi liberado para um e nao vai ser para outro, fica difícil de entender. Minas já trabalha para ter 30% de público nos estádios. A gente caminha para uma liberação de público nacional. Mas não existe um debate, principalmente por parte da CBF, que é um circo, e nem presidente tem”, disse o comentarista.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome