Página incial Destaque “Vou mandar no futebol brasileiro”: em reunião, CBF cobra continuidade das competições...

“Vou mandar no futebol brasileiro”: em reunião, CBF cobra continuidade das competições e reforça apoio da Globo

4
0

Uma reunião realizada no dia 9 de março uniu o Gabinete da Presidência da CBF e os mandatários dos clubes de futebol das Séries A e B para debaterem sobre a continuidade do esporte em meio aos novos recordes de pedidos de internações para Covid-19. Na manhã desta terça-feira (23), os números de mortos no Brasil ultrapassaram os 295.400. A sinalização foi negativa pela paralisação – pelo menos por parte do presidente da Confederação, Rogério Cabloco.

O jornal ‘O Dia’ teve acesso ao vídeo da reunião, com duração de cerca de seis minutos. Em um trecho, Rogério Caboclo afirma que a CBF, os patrocinadores e a Rede Globo, emissora responsável pelos direitos de transmissão da Copa do Brasil, Supercopa e Campeonato Brasileiro, estão em comum acordo quanto a continuidade do futebol pelo país. O conteúdo revela, ainda, ameaças por parte do presidente da instituição.

“As pessoas em casa sob bandeira vermelha, sob bandeira preta… eu não abrirei mão a não ser sob doutorado dos senhores de deixar de jogar as competições nacionais e retirar nas internacionais e incorporará as Estaduais… Então, por gentileza, vamos pensar agora: nós podemos parar o futebol? a Rede Globo não quer. Ninguém quer (parar o futebol), seus patrocinadores não querem. E se parar sabe quando nós temos a segurança de dizer que a gente pode voltar? Nunca. No dia que o Governador do Mauricio (não cita o sobrenome) disser que pode. No dia que o Prefeito de São Nunca disser que pode… Eu não vou estar a mercê de nenhum deles. Eu vou… Landim, Galiotte, todos os presidentes.. eu vou mandar no futebol brasileiro e vou determinar que vai ter competição e que vocês estão fodidos se não tiver (competições)”, disse Rogério Caboclo.

Estiveram presentes na reunião os presidentes: Rodolfo Landim, do Flamengo, Walter Dal Zotto, do Juventude, Guilherme Bellintani, do Bahia, Nilton Pinheiro, do Brasil de Pelotas, Maurício Galiotte, do Palmeiras, Sérgio Coelho, do Atlético-MG, Duilio Monteiro, do Corinthians, Jorge Salgado, do Vasco e outros que, segundo a reportagem do portal ‘O Dia’, não aparecem nas fotos.

Em outro momento, acontece um ‘desentendimento’ entre Rogério Caboclo, da CBF, e Maurício Galiotte, do Palmeiras. O dirigente do clube paulista pede para que o assunto seja debatido em outro momento – posicionamento este questionado pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol.

“Acho que essa discussão é um pouco mais ampla, mas vou encerrar aqui minha colocação” disse Galiotte. Na sequência, Rogério Caboclo respondeu de forma seca: “Ótimo”. Antes de concluir, o presidente da CBF afirma: “A gente está muito junto. Fiquem com Deus. E vamos encerrar toda essa ligação.”

DEIXE UM COMENTÁRIO

Faça seu comentário
Digite seu nome